quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Não se aproxime!

Não se aproxime!
“O demônio é como um cão raivoso acorrentado: além dos limites da corrente ele não pode atacar ninguém. Fique, portanto, longe dele. Se você se aproxima, você se deixa agarrar! “
(Santo Padre Pio de Pietrelcina)

Graças espirituais por meio da medalha de São Bento

O maior número de graças obtidas por intermédio da medalha de São Bento refere-se à conversão súbita de pecadores que anteriormente haviam resistido a todas as tentativas.
Em 1859, uma infeliz mulher foi comunicar seus dissabores a uma pessoa que conhecia as virtudes da medalha de São Bento. O marido dessa mulher, trabalhador aliás honesto, tinha o péssimo costume de beber. Tudo quanto ganhavam ambos mal chegava ao fim da semana, e reinava, naquele lar, extrema miséria.
A pessoa de que acabamos de falar deu à mulher uma medalha de São Bento e lhe aconselhou que tocasse com a mesma garrafa de vinho que punha à mesa ao lado do marido, e que ela bebesse somente água pura.
O marido, apenas acabou de beber, exclamou: “Que vinho horroroso! Prefiro beber água! Mas deixa estar que mais tarde descontarei isso”.
De fato, levantou-se da mesa, pediu dinheiro e foi logo para a taverna vizinha, de onde costumava voltar altas horas, sempre embriagado.
Mas 15 minutos depois entra em casa e diz à mulher: “Parece uma conspiração contra mim; o vinha da taverna está ainda pior que o nosso”.
Passou calmo a noite. No dia seguinte, e daí em diante, a água ficou sendo a bebida habitual dele. A mulher, que era boa cristã, em breve conseguiu que ele passasse a cumprir seus deveres religiosos.
Extraído do livro: “A história maravilhosa e a eficácia comprovada da Medalha de São Bento”.
 FONTE: http://www.aascj.org.br

 

Gregoriano em louvor a Nossa Senhora.